Around the World

Walking tour: from West Hampstead to Westminster

Oh wow, this walk was one of those strange ones. If I can make a parallel, I would say that this was the equivalent of changing clothes 100 times before going out and ending up leaving the house with the first outfit you put on.

This week, I wanted to go to Westminster, don’t ask, I might like to torture myself going to a very touristy place over the weekend. The difference is that this time, the tourists are us. It’s way too complicated to travel now, so staycations are the only thing in my plans for the moment. Given the amount of people on the streets, I can safely say that my thoughts are everyone’s thoughts as well.

My big plan was to go to West Hampstead and from there take the Jubilee line to Westmister and walk to Southbank and go to a design store that I thought I was going to remember the name by then. Did I? Nope. This walk should have been a 15-20 minutes enjoyable walk, but was it? Keep going…

Another day, another saga

As soon as I got to West Hampstead and after I checked the train schedules, because disruptions happen over the weekend way more often… Guess what happened? Disruptions, of course. But not only on the underground, but the overground as well.

My plans went down the drain and I thought, oh well, I’ll just explore this neighbourhood. I walked a block past the tube station and it hit me: I’ve been here before, I had coffee with my mother when she came to visit. Ahhhh!

Plan number two down the drain as well, so I entered a bakery for coffee and some apple pie and then went to the closest bus stop to see if I recognized any of those stops. There was one going to Notting Hill Gate, the name of the bus was Chelsea World’s End. Two of my plans went down the drain in less than 30 minutes. What difference does it make to go to the world’s end at this point?

I hopped on the bus and I thought well, I could record some of the trip and show the view from a double decker, someone might find it interesting… Who knows! The guy sitting on the next seat wasn’t finding it amusing in the slightest. The look of disgust he had on his face will be hard to forget.

I try my best not to film people’s faces, or record their conversations, that’s why I add music to my videos. My camera is the DJI Osmo pocket, it’s the size of a pocket knife, so I shouldn’t be disturbing anyone, but you know, there’s always going to be someone disapproving of everything you do. Oh well…

I got off at Notting Hill Gate because going to the World’s End on a day that two plans fell through was bad luck :D, so I walked around Portobello Market not expecting much. I did not film there, so I wouldn’t have a camera on people’s faces and then leave empty handed. That would be too weird. But you can see the colorful houses and the beautiful architecture on the street’s next to the market, gorgeous!

Well… this is a bit odd

As I was walking by some food stands, I saw one stall written “Fala português?”, which translates to, do you speak Portuguese? That stall had all sort of Portuguese and Brazilian food, something that you can’t find easily. I saw a coxinha and approached the vendor already in Brazilian mode and the guy could only say the name of the food and oi, tudo bem? (hi, how are you?).
Once I started speaking to him in Portuguese he told me he didn’t speak Portuguese, he was Scottish. LOL. A Scottish Man selling coxinha? What’s next, a Swedish selling acarajé?

If you understood this joke, bonus points for you, this was a very specific one.

Before anyone starts feeling offended for me and thinks this is cultural appropriation or whatever, not for a second I feel offended that someone from another nationality or ethinic background is selling the food of my country. I feel seen and proud that someone else likes my culture as much as I do, so much power to the Scot and keep selling all the coxinhas you want. I bought two. 😀

The weather obviously was dreadful, but it can always get worse as I left the stall eating one coxinha and with another one in my purse, it started to rain. It didn’t stop me from eating, walking and looking at the stalls. By now, I must be 5% British, you learn how to keep going despite the weather. Can you imagine waiting for a sunny day to go outside and enjoy the day in the UK? Uff!

In Brazil, if you make plans and it rains, that plan is automatically canceled. It’s normal to hear people say, let’s go out… but if it doesn’t rain.LOL

To be fair, it rains differently here and there. In the UK we have many days of light rain, it’s annoying but a hoodie takes care of it. In Brazil, you have that day that it rains cats and dogs, so much so that you might find a lost umbrella floating by. #truestory It happened to my grandma and I laughed so hard when she told me this story. I wondered what happened to the owner of that umbrella?

It ain’t over yet

So, I ate, walked, saw some cool things to buy and thought well, I’m already here, I could go to Victoria, there are some shops I like there. I went and where are the shops?
People… it’s sad what’s happening to some of the brick and mortar shops, it’s sad and real. I think that between the pandemic and Brexit, we will see so many more stores closing down. Those that I liked and were open had just a very small selection of things and one employee taking care of it all. Rough, but I think that it might be just the beginning of a bumpy road ahead…
And you know what it’s close to Victoria? Westminster. Like walking distance close. I went all around the city and ended up where I wanted to go in the first place. Imagine if I had planned anything?

Westminster was busy as usual, people were feeling more comfortable going out, there was even a small protest, so things are slowly going back to some sort of normality.

I however, am not.I already don’t like to go to crowded places, the reason why I leave the house really early is so I don’t get the crowds. By the time I got to Southbank geeee, you will see it on the video below.

This was a day pretty much like any other, you plan, you fail, you try again, you fail, but if there is a coxinha in the end, it’s all worth it.

I hope you enjoy the ride!

Passeio turístico: de West Hampstead a Westminster

Uau, este passeio foi um daqueles estranhos. Se eu pudesse fazer um paralelo, eu diria que este foi o equivalente a trocar de roupa 100 vezes antes de sair e acabar saindo de casa com a primeira roupa que você vestiu.

Esta semana, eu queria ir a Westminster, não me pergunte, talvez eu goste de me torturar indo a um lugar super turístico no fim de semana. A diferença é que desta vez, os turistas somos nós. Está muito complicado viajar agora, então, passear por aqui é a única coisa nos meus planos no momento. Dada a quantidade de pessoas nas ruas, posso dizer com segurança que meus pensamentos também são os pensamentos de todos.

Meu grande plano era ir a West Hampstead e de lá pegar a linha Jubilee para Westmister e caminhar até Southbank e aproveitar para dar uma passada em uma loja de decoração que eu achava que ia lembrar do nome até chegar lá. Se eu me lembrei? Não. Esta caminhada deveria ter sido uma caminhada agradável de 15-20 minutos, mas foi? Continue lendo…

Novo dia, nova saga

Assim que cheguei a West Hampstead e depois de checar os horários do trem, porque manutenções nos trilhos acontecem mais vezes durante o fim de semana… adivinhe o que aconteceu? Serviço interrompido, é claro. Mas não só no metrô, no trem de superfície também.

Meus planos foram por água abaixo e pensei, bom, vou apenas passear por esta vizinhança. Eu andei um quarteirão depois da estação de metrô e aí que reconheci, já estive aqui antes, tomei café com minha mãe quando ela veio me visitar. Ahhhh!

O plano número dois também foi pelo cano, então entrei numa padaria para tomar café e comprar uma torta de maçã e depois fui até a parada de ônibus mais próxima para ver se reconhecia alguma das paradas. Tinha uma que ia para Notting Hill Gate, o nome do ônibus era Chelsea World’s End. Algo como Chelsea, Fim do mundo. Dois dos meus planos desceram ladeira abaixo em menos de 30 minutos. Que diferença faz ir até o fim do mundo?

Entrei no ônibus e pensei: bem, poderia gravar um pouco da viagem e mostrar a vista de um ônibus double decker, pode ser que alguém ache interessante… Quem sabe! O cara sentado no assento seguinte não estava achando graça nenhuma. O olhar de repugnância que ele tinha no rosto vai ser difícil de esquecer.

Tento ao máximo não filmar o rosto das pessoas, ou gravar suas conversas, é por isso que coloco música nos meus vídeos. Minha câmera é a DJI Osmo pocket, é do tamanho de um canivete, quer dizer, não deveria incomodar ninguém, mas sabe como é, sempre vai ter alguém desaprovando tudo o que você faz. Paciência…

Eita… que estranho

Desci em Notting Hill Gate porque ir até o fim do mundo num dia em que dois planos falharam é má sorte :D, então andei pelo mercado Portobello sem esperar muita coisa de lá. Não filmei, para não ter uma câmera no rosto das pessoas e depois sair de mãos vazias sem comprar nada. Aí não, né? Mas você pode ver as casas coloridas e a bela arquitetura das ruas ao lado do mercado, lindíssimo!

Enquanto caminhava por algumas barracas de comida, vi uma barraca escrita “Fala português?”Aquela barraca tinha todo tipo de comida portuguesa e brasileira, coisa que você não consegue encontrar facilmente aqui. Eu vi uma coxinha e logo cheguei perto do vendedor já toda brasileira e o cara só falava o nome da comida e oi, tudo bem?

Uma vez que comecei a falar com ele em português ele me disse que não falava português, que era escocês. KKKK. Um escocês vendendo coxinha? O que mais falta, um sueco vendendo acarajé?

Antes que alguém comece a se sentir ofendido por mim pensando que isto é apropriação cultural (palavra da moda ultimamente). Nem por um segundo eu me sinto ofendida que alguém de outra nacionalidade ou origem étnica esteja vendendo a comida do meu país. Eu me sinto orgulhosa de ver alguém gostar tanto de minha cultura quanto eu. Assim que sucesso para o escocês e continue vendendo todas as coxinhas que você quiser. Eu comprei duas 😀

O tempo obviamente estava horrível, mas pode sempre piorar quando saí da barraca comendo uma coxinha e com outra na minha bolsa, começou a chover. Isso não me impediu de comer, caminhar e olhar para as barracas. A esta altura, eu devo ser 5% britânica, você aprende a seguir adiante apesar do tempo ruim. Imagine esperar por um dia ensolarado para sair e aproveitar o dia no Reino Unido? Eta!

No Brasil, se você fizer planos e chover, esse plano é automaticamente cancelado. É normal dizermos, “vamos em tal lugar?” … mas se não chover. KKKK

Convenhamos, chove diferente aqui e no Brasil. No Reino Unido temos muitos dias de chuva leve, é irritante, mas um capuz cuida do problema. No Brasil, você tem aquele dia em que chove canivete, tanto que você até pode encontrar um guarda-chuva perdido flutuando na enchente. #nãoseisóseiquefoiassim. Aconteceu com minha avó e eu ri tanto que até chorei. O que será que aconteceu com o dono daquele guarda-chuva?

Ainda não acabou

Então, eu comi, andei, vi algumas coisas legais para comprar e pensei bem, já estou aqui, poderia ir a Victoria, tem umas lojas que gosto lá. Eu fui e onde estão as lojas?
Gente… é triste o que está acontecendo com algumas das lojas, é triste e real. Acho que entre a pandemia e o Brexit, ainda vamos ver umas tantas outras lojas fechando. Aquelas que eu gostava e que estavam abertas tinham só uma pequena seleção de coisas e um funcionário cuidando de tudo sozinho. Difícil, mas acho que talvez seja apenas o começo de um caminho complicado pela frente.

E você sabe o que está próximo de Victoria? Westminster. Dá pra ir a pé de tão perto. Andei pela cidade toda e acabei no lugar em que eu queria ir em primeiro lugar. Imagine se eu tivesse planejado alguma coisa?

Westminster estava cheio de gente como sempre, as pessoas estavam se sentindo mais confortáveis para sair, tinha até um pequeno protesto, então as coisas estão voltando lentamente a algum tipo de normalidade.

Eu, entretanto, não estou. Eu já não gosto de ir a lugares lotados, por isso saio de casa muito cedo para não me meter no meio de uma muvuca. Quando eu cheguei em Southbank, ixiiiii você vai ver no vídeo abaixo.

Este foi um dia praticamente como qualquer outro, você planeja, dá errado, tenta de novo, dá errado outra vez, mas se tiver uma coxinha no final, tudo vale a pena.

Espero que você goste do passeio!

%d bloggers like this: